Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAPO developers blog

SAPO developers blog

Passatempo API SAPO Mapas

Abril 20, 2011

jac

O SAPO tem a decorrer um passatempo para utilização da API do serviço de Mapas até ao dia 30 de Abril.

 

Este passatempo é direccionado a estudantes universitários em Portugal, que podem usar a API do Sapo Mapas para construir uma aplicação e ganhar prémios:

 • 1º Lugar – Sony VAIO EB3L1E-WI e estágio na PTC;
 • 2º Lugar – Vouchers Galileu no valor de 250,00€ para Percursos de Formação e Certificação;
 • 3º Lugar – Telemóveis TMN Soft stone;
 • 4º Lugar – GPS NDrive (modelo a designar pela PTC);
 • 5º Lugar – Packs Odisseias (be cool/be happy).

Toda a informação sobre o passatempo encontra-se disponível aqui.

Para participar basta preencher o formulário e submeter a aplicação relativa ao passatempo.

 

Podem consultar o regulamento online e, em caso de dúvidas, a equipa está disponível através do endereço mapas@mail.sapo.pt.

Resultados do Inquérito sobre o Panorama Nacional Tecnológico

Abril 08, 2011

celso

No início do mês pedimos-vos a vossa opinião sobre um conjunto variado de questões sobre o Panorama Nacional Tecnológico.

 

A resposta ao nosso repto foi enorme e agradecemos-vos muito a vossa contribuição. Responderam 421 pessoas ao inquérito e o resultado, tal como esperado, foi interessante. O SAPO tem um especial interesse em compreender bem a realidade que nos rodeia no contexto da tecnologia em Portugal e o vosso feedback foi da maior utilidade 

 

Tal como vos prometemos, ficam aqui os resultados do inquérito, já agregados e tratados.

 

Distribuição por idades

 

 

A vasta maioria dos inquiridos são jovens e têm idades compreendidas entre os 21 e os 35 anos.

 

Situação actual

 

 

 

 

 

 

Actividades principais

 

 

Outras actividades comuns que apareceram nas respostas, embora menos frequentes, foram: Consultoria, Educação, Telecomunicações e Gestores de produto.

 

Passado, Presente e Futuro

 

Quais foram as principais alterações no panorama das Tecnologias em Portugal nos últimos 5 anos?

 

Estas foram as respostas mais frequentes, já agregadas em grandes temas:

  • As Universidades e a industria trabalham mais em conjunto.
  • Surgiram muitas startups tecnológicas em Portugal e muitas deles são projectos de empreendedorismo de estudantes Universitários.
  • A auto-confiança aumentou e há menos aversão ao risco.
  • A banda larga disseminou, quer no móvel quer no fixo.
  • Foram referenciadas as várias iniciativas de e-gov: Cartão do cidadão, Magalhães, Desmaterialização dos serviços públicos no online.
  • Muitas das startups que surgiram estão relacionadas com o mobile. Ênfase nas plataformas iPhone e Android.
  • Os smartphones disseminaram.
  • Há um mercado muito grande de IPTV/VOD em Portugal para um País da nossa dimensão.
  • Modernização. Passagem de muitos serviços tradicionais para a Internet.
  • Surgimento de várias conferências e eventos de referência: UXLX, Codebits, Ignite Portugal, Shift.
  • Energias renováveis.

 O que é que as pessoas esperam que aconteça nos próximos 5 anos?

 

  • Algum negativismo presente (salários baixos, poucas oportunidades, estagnação).
  • Governo e startups: querem mais incentivos e menos envolvimento e menos burocracia.
  • Vão aparecer muitas mais startups de base tecnológica.
  • Brasil e PALOPs como uma forma de expansão eficiente com a vantagem das relações e da língua.
  • Mais projectos nas áreas das energias e dos sensores.
  • Mais oportunidades de financiamento. Especialmente nas ajudas pequenas para começar (pex: Seed capital e VC).
  • Mais Universidades e trabalhar em conjunto com a industria.
  • Mais software Opensource usado no estado.
  • Acesso generalizado às redes de nova geração (Fibra óptica) no País.
  • A reutilização do espectro libertado com a introdução do TDT foi mencionado várias vezes.
  • Serviços e oportunidades baseados no paradigma Cloud.
  • Mais empreendedores, mais suporte, são necessárias mudanças culturais.
  • Mais inovação verdadeira, menos cópias e marketing.
  • Oportunidades relacionadas com a Educação (Scratch foi mencionado várias vezes).

 

Principais empresas para trabalhar em Portugal. Este ponto é para analisar com a devida salvaguarda de que o público que respondeu a este inquérito está por um lado de alguma forma relacionado connosco, e por outro é uma comunidade muito próxima e muito relacionada com a Internet em particular. Ainda assim provoca-nos orgulho:

 

  1. Portugal Telecom, PT Inovação e outras telcos (Vodafone e Sonaecom foram mencionadas)
  2. SAPO
  3. Critical Software
  4. YDreams
  5. Novabase
  6. Microsoft, Oracle, Cisco, Siemens e IBM.
  7. Consulting: Deloitte, Accenture, Cap Gemini.
  8. Startups: Tarpipe, Webreakstuff, Bitrzr, Caixa Mágica e Eurotux.

Empreendedorismo

 

 

 Foram mencionados com frequência 3 pontos relativos a esta questão:

 

  • Começar é muito difícil. Não há um sistema de incentivos (impostos) adequeado.
  • Há poucas oportunidades de obter pequenos financiamentos para dar os primeiros passos: Seed capital e VC.
  • A cultura de risco é fraca e deve ser ensinada nas Universidades. Falhar ou errar é culturalmente considerado mau e deixa sequelas na nossa sociedade.

Inovação

 

 

À pergunta "quais são as empresas que mais inovam em Portugal" temos, por ordem de popularidade, as seguintes respostas (de novo, a salvaguarda que já foi mencionada):

 

  • SAPO
  • YDreams
  • Critical Software
  • Portugal Telecom (outras Telcos foram mencionadas)
  • PT Inovação
  • Alert
  • Caixa Mágica
  • Viatecla
  • Tarpipe
  • Webreakstuff
  • Seed studios

Oportunidades

 

 

O que é que precisa de mudar para melhorar o panorama das oportunidades de trabalho em IT em Portugal?

 

  • As Universidades precisam de repensar as tecnologias que ensinam nos seus cursos.
  • O governo deveria adoptar fortemente tecnologias e standards abertos.
  • Menos consultoria, mais produtos.
  • Incentivos para criar oportunidades fora de Lisboa aonde foi mencionada uma forte concentração. Descentralizar, investir em trabalho remoto.
  • Os salários, como seria de esperar, foram mencionados frequentemente.
  • Formação em empreendedorismo e risco. As Universidades devia abraçar esta missão.
  • Carreiras orientadas à meritocracia e à especialização.
  • Mais inovação, mais startups.

Os bons eventos IT em Portugal

 

 

Por ordem de popularidade nas referências:

 

  • SAPO Codebits
  • Microsoft Techdays
  • Semana Informática IST
  • Barcamps
  • Shift
  • UXLX
  • Ignite Portugal
  • TEDx's
  • YAPC

As empresas que mais influenciam

 

Não esquecer a pitada de sal. Ainda assim:

 

  • SAPO
  • Critical Software
  • YDreams
  • Portugal Telecom, Vodafone, Zon, PT Inovação, EDP
  • Microsoft
  • Foram vastamente mencionadas, ainda que por má interpretação da pergunta, as redes sociais Facebook e Twitter, bem como o próprio Google.

As pessoas mais influentes

 

  • António Câmara
  • Diogo Vasconcelos
  • Celso Martinho
  • Mário Valente
  • Pedro Aniceto
  • Pedro Melo
  • José Tribolet
  • Artur Portela, José Quintanilha, Nuno Crato
  • Media: Paulo Querido, Lourenço Medeiros, Vitor Domingos

 

Não sabemos bem o que dizer aqui :)

 

Os recursos online mais influentes

 

  • Portugal a Programar
  • Aberto até de Madrugada
  • SAPO Tek
  • Zwame
  • Planet Geek
  • Pplware
  • Exame Informática
  • SAPO Developers Blog
  • Globais: Engadget, Gizmodo, Mashable, ReadWriteWeb, outras.

Conclusão

 

A grande conclusão que retiramos deste inquérito é, em primeiro lugar, que sentimos que temos tudo o que é preciso: talento, vontade e garra para construir um futuro ainda mais brilhante em Portugal no que diz respeito a tecnologia, inovação e competitividade.

 

Em segundo lugar é preciso assinalar que apesar do contexto actual do País e apesar de todas as dificuldades que existem e de todas as críticas que identificámos e assinalámos, há um sentimento generalizado de revolta positiva, aquela que nos incentiva a mudar as coisas pelas nossas próprias mãos e a nunca desistir. E acima de tudo há muito feedback positivo, muitas sugestões e muitas oportunidades para serem agarradas e a certeza de que vamos crescer.

 

Como já dissemos, para nós SAPO e também para a Portugal Telecom, foi importante sentir este vosso pulso sobre a realidade. Por isso, mais uma vez o nosso obrigado pelo contributo. Vamos fazer muito bom uso desta informação, fica a promessa.

 

Discutam.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D